sexta-feira, 14 de junho de 2013

Fundada a "Scottish Terrier Rescue Brasil"


Dia 03 de Junho foi um dia muito importante para mim e para os barbudos do Brasil. Finalmente, depois de alguns meses conversando e se planejando, eu e alguns amigos Scottishmaníacos fundamos o Scottish Terrier Rescue Brasil.
Logo desenvolvida por Claudia Ciardi
Muitas pessoas acham que apenas cães SRD são doados, mas a realidade não é assim, e por estarmos acompanhando uma demanda MUITO GRANDE de Scotties sendo doados, resolvemos ajudar no direcionamento desses barbudos, pois sabemos que são cães com características bem peculiares e não adaptável para qualquer pessoa.

Pra mim é revoltante ver uma pessoa doando um cão seja ele com ou sem raça. Os motivos são sempre os mesmos: porque não tem mais tempo, porque se mudou pra um apartamento, porque ele comeu um sapato, porque ele mijou no sofá, porque come demais, porque, porque, porque... caramba, eles são seres vivos!!!! Não entendo como ALGUÉM consegue se desfazer assim de UM AMIGO, UM FILHO!! Mas nem vou entrar nesse mérito porque me irrita demais, e estou aqui para apresentar o nosso projeto e convidar todos vocês para curtirem a nossa página e acompanharem nosso projeto e as informações que estamos postando diariamente.

Recentemente 3 cães (1 fêmea e 2 machos) foram resgatados de um canil (que infelizmente não nos foi repassado o nome porque achamos que virão mais de lá, e queremos resgatar todos) pela Mônica de outro canil chamado Blendale Kennel. Ela está dando lar temporário para esses barbudos em Curitiba-PR. 

A fêmea foi adotada rapidamente e foi descartada pelo canil por ser estéril (acredite se quiser). Mas foi adotada e está linda!!!! Nossa equipe do Rescue não interferiu na negociação, porém a nossa querida Rebeca recebeu a pequena Alice (antes chamada de Vilma) até sua nova mãe Jeffiner chegar no aeroporto. A sua adaptação foi rápida e hoje acompanhamos a vida de ambas na nossa comunidade do Scottish Terrier Brasil. Foto abaixo do momento de encontro entre "mãe e filha".
 
No momento estamos com dois Scotties para adoção responsável, porém apenas 1 temos foto. Quem tiver interesse, segue abaixo as descrições:

- George, macho, brindle, com aproximadamente 7 anos, é calmo e amável, gosta de crianças e se dá bem com outros cães. Foi doado por ter uma idade avançada para continuar sendo um macho reprodutor (me dói isso na alma).
- Macho, brindle, com aproximadamente 4 anos, é um cão mais jovem, por isso mais agitado e enérgico, precisa de alguém que tenha disposição para se exercitar com ele. Não indicamos para quem tem crianças e deve ser filho único, já que não é muito sociável com outros cães. Ambos foram retirados de um canil que não os queriam mais.

Interessados favor encaminhar e-mail para scottishterrierrescuebrasil@gmail.com

FUNDADORES:
Larissa Furlan - Presidência
Mirela Rzatki - 1ª Vice Presidência
Ely Barbosa - 2ª Vice Presidência
Daiana Coelho - Tesouraria
Rebeca Sopper - Administrativo
Bárbara Sanches - Médico Veterinário Assistente
Micheline Cavichioli - Médico Veterinário Assistente
Claúdia Cardi - Consultor


DOAÇÕES:
Daiana Graziela Coelho (Tesoureira)
Banco do Brasil
Agência: 1248-3
C/P: 510.053.553-5

13 comentários:

  1. Adorei saber deste grupo amante dos Scottish, porque também tenho um, vindo de Curitiba, canil Blendale. Mas estou no Rio, e não os vejo muito por aqui. Minha paixão por eles é imensa, o meu chama-se Pimenta e é um charme.
    Vou adorar acompanhar seu blog e contar coisas do meu Pimenta pra vocês.
    Abraços nossos
    Maria Tereza
    email.mtereza.rodrigues94@gmail.com
    tenho um blog. chaliterariodatereza.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Maria Tereza, tudo bem? Obrigada pelas palavras e espero te ver aqui pelo blog mesmo! :D
      Tudo de bom pra vc e seu Pimenta!!!!
      Beijos

      Excluir
    2. Meu Scottish Terrier tem 14 anos. É da ninhada mais velha do Brasil.

      Excluir
    3. Olha, que legal! Mas conheci Scottish com mais de 15 anos aqui em Floripa mesmo ;)
      Manda um beijo pro seu "velhusco" :p

      Excluir
  2. Oi Milena, tudo bem?
    Sou de Floripa também.
    E neste domingo(08/09), chega minha Channel, uma Scottish Terrier triguinho. Vem do canil Arachanes D'el Dorado, escolhi a raça e o canil, lendo seu blog, me apaixonei pela raça. Ah e a Patricia é um amor também.
    Gostaria de saber, qual é a melhor ração que você encontrou pra o Pierre?

    Beijos.
    meu email: mo.vicente@gmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Monique, tudo jóia e com vc? Então, não dou ração para o meu pequeno, apenas AN (Alimentação Natural). Sou totalmente contra ração, além de fazer um mal absurdo para os cães e reduzir o tempo de vida deles, acarreta em muitas doenças. O Pierre sempre odiou e fiz um curso com a Cachorro Verde (www.cachorroverde.com.br) que me repassou MUITOS conhecimentos sobre o assunto e me fez crer que ração é um LIXO para eles. Te aconselho a ler sobre e parar de dar ração para a sua Channel ;) Ela vai amar uma comidinha balanceada e pode ajudar caso ela tenha alergias (típico da raça). Beijos em vcs!!!!

      Excluir
  3. Oi Milena, encontrei seu blog depois de entrar no grupo do FB, e achei a iniciativa muito bacana,parabéns. Tenho uma Scottish, a Hi (Hihanna, ela já veio com o nome), fui a um canil atrás de filhotes e me apaixonei qdo a vi (ela tinha 4 anos), e o dono do canil estava meio que desfazendo das matrizes ("liquidando")e me apertou o coração imaginá-la na mão de um criador descuidado, então optei por ficar com ela. Foi uma "adoção - paga"..rss Ela é uma fofa, e adora brincar, eu pensei em cruza-la, mas fico pensando que não poderei ficar com mais de um filhote. A ideia de adotar um outro adulto me agradou muito. Adoraria nunca mais ver um sendo descartado, mas se acontecer acho que eu gostaria de dar uma irmãzinha pra minha Hi. beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Isa, não aconselho a cruza, tem tantos por ai em busca de um lar. Defendo que apenas quem tem canil, e trate seus cães com dignidade, amor, carinho devam cruzar e de forma bem equilibrada para não judiar dos cães. Se tiveres interesse, fique de olho que sempre resgatamos algum barbudo!!!! Beijos pra vc e para a Hi ;)

      Excluir
  4. Nossa, guria!!! Catarinense como eu!! Tenho a minha Whoopi, de 10 anos, minha super companheira. Costumo dizer que eu sou a humana dela *rs. Parabéns pela iniciativa! Esses barbudos são os melhores cães que se pode ter, pois são independentes e nada carentes. Mas de de uma cumplicidade ímpar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Scheila, que bom que estás pertinho, mais uma amante de barbudos! ;)
      Obrigada pelas palavras!
      Grande beijo pra vc e pra Whoopi.

      Excluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Olá! Adorei saber do trabalho de vocês. Perdi meu cachorro (morreu) e gostaria de adotar um "barbudo". Há algum disponível? Meu e-mail é: reginacs21@hotmail.com Abraço, Regina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Regina, tudo bem? Não estou mais tocando o Rescue, mas meus amigos estão. Peço que mandes um e-mail para scottishterrierrescuebrasil@gmail.com e fale com o Ely Barbosa, ele irá te orientar primeiro com uma ficha cadastral e quem sabe te dá a oportunidade de ter um barbudo como o meu Pierre. O seu era um Scottish ou SRD ou alguma outra raça? Fico feliz por optares na adoção!!!! Parabéns!!!
      Abraço meu e do Pi

      Excluir